casinos ou casas de apostas?
Bannerlarge

Directline Entertainment

Posição

Este é um dos conceitos mais rudimentares no póquer e a sua compreensão é absolutamente vital para um jogador iniciante. O póquer é jogado numa mesa redonda, normalmente com 9-10 jogadores por mesa, se considerarmos os jogos Texas Hold’Em ou Omaha (os jogos stud são jogados com 8 mãos). O botão de dealer é o ponto inicial do deal (distribuição de cartas). É mediante esta perspetiva que a mão é atribuída. Se estiver posicionado imediatamente à esquerda do botão de dealer, você é o small blind e o primeiro a atuar nas rondas de apostas subsequentes às apostas “pré flop”. Na primeira ronda, uma vez que já colocou uma blind, você joga em penúltimo e pode optar por igualar (call), aumentar (raise) ou desistir (fold), já que colocou apenas metade do valor da aposta atual. O big blind situa-se diretamente à sua esquerda. O jogador nesta posição atua por último na ação durante o “pré flop”, mas o big blind (doravante, as blinds serão designadas pelas abreviaturas correspondentes, SB e BB) possui a opção de aumentar o valor da aposta durante o “pré flop”, caso ninguém tenha aumentado a sua blind.

Pense novamente no botão como o ponto central de toda a ação. Esta posição atua em último lugar em cada ronda de apostas. Esta é uma vantagem bastante poderosa no póquer. A ação inicia-se com o jogador à esquerda do botão. À medida que os jogadores decidem apostar (bet), igualar, aumentar ou desistir, o jogador na posição de botão possui a vantagem de observar as ações de todos os outros jogadores antes de tomar a sua decisão. Digamos que tem na sua mão um par de seis. Foi colocada uma aposta, seguida por um aumento e dois calls até chegar a sua vez. Nesta instância, pode assumir com clareza que você não possui a melhor mão. Se o aumento (raise) tiver sido considerável, é aconselhável que desista da sua mão. O jogador à sua esquerda, na posição de SB, não possuía este tipo de informações quando iniciou a ronda de apostas.

Quando a ação atinge o jogador na SB, este é obrigado a decidir entre desistir do investimento que já colocou no pote, igualar o aumento, ou voltar a aumentar. Você não. Tem a oportunidade de tomar a sua decisão sem ter investido qualquer quantia no pote. Comparativamente ao jogador na small blind, você está a comprar uma ação hoje, sabendo qual o preço que valerá amanhã.

Como o último jogador a atuar, você também pode optar por encerrar a ronda de apostas ao igualar a aposta existente (call). Ninguém poderá aumentar ou voltar a aumentar (re-raise), a não ser que tenha decidido reabrir as apostar ao aumentar durante o seu turno. 

Força Relativa da Mão

Com a posição em mente, considere a força relativa da sua mão. Neste caso em particular, não estamos a falar da força do seu avô para o “braço de ferro”. Referimo-nos à força que as suas cartas possuem como cartas iniciais. Obviamente que as melhores duas cartas que poderá ver na sua mão constituem um par de Ases. No entanto, isso só acontecerá em média uma vez em cerca de 220 mãos que jogue. As duas piores cartas que poderá receber no “pré flop” são um 7 e um 2 de naipes diferentes. Portanto, se um par de Ases e um 7-2 de naipes diferentes são os polos, que tipo de mãos deverá jogar? Bem, como na maioria dos aspetos do póquer, a resposta é “depende”. Deve jogar um par intermédio numa posição inicial? Esta decisão depende inteiramente de si e do seu estilo único de jogo. No entanto, podemos afirmar, sem considerar qualquer estilo pessoal de jogo, que ter o mesmo par intermédio numa posição mais tardia, após o fold de vários jogadores, é uma situação mais vantajosa do que possuir essa mão e ser o primeiro a agir. Um par de ases contra uma mesa repleta de jogadores ganha apenas em metade das ocasiões (caso todos os jogadores se tenham mantido em jogo, para o propósito de validar este exemplo), mas contra um jogador apenas, esta mão ganha 4 em 5 vezes, mais uma vez, em média.

Portanto, se obtiver um par de Ases ou uma mão bastante elevada, as probabilidades de ganhar o pote com essa mão aumentarão relativamente ao número de adversários. Como num jogo de futebol, você possui uma probabilidade mais elevada de marcar um golo se existir apenas um defesa para defrontar. A probabilidade de correr com a bola pelo campo inteiro e marcar após fintar todos os seus adversários é bem menor. Decerto preferiria ter menos oponentes entre si e a baliza. O mesmo se aplica ao póquer. 

Saber que em termos de adversários, “menos é mais”, é um conceito importante. Quando receber uma boa mão, isole. Isolar os seus adversários e retirá-los de campo aumenta as suas probabilidades de reclamar o prémio final.

Outs

“Three strikes and you're out” (três strikes e está fora) é uma referência comum de beisebol. Três outs num inning significam o fim de um jogador numa partida de beisebol. No póquer, um “out” é utilizado para referir o número de cartas remanescentes no baralho que completariam a sua mão. Por exemplo, digamos que você tem na sua mão um Rei e uma Dama de espadas, e a mesa apresenta um 3 de espadas, um 4 de espadas e um Ás de ouros. Você necessita de outra carta de espadas para completar um flush. Quantas espadas restam no baralho? Bem, existem 13 cartas de cada naipe, correto? Você tem duas espadas na sua mão, com mais duas na mesa. Portanto, das cartas reveladas (as cartas na sua mão e as cartas comunitárias), quatro delas pertencem ao naipe de espadas. Isso significa que existem mais 9 espadas disponíveis. Agora, outros jogadores poderão ter desistido das suas espadas na mão, tornando-as indisponíveis para si durante o turn e o river, mas… nós não sabemos isso. Portanto, vamos manter as coisas simples e afirmar que existem 9 espadas “algures” no baralho (podíamos complicar e dizer que provavelmente 3 dessas espadas foram descartadas entre as 16 cartas que os restantes jogadores descartaram e considerar esse fator nos nossos cálculos, mas para o propósito deste exemplo é melhor não considerarmos essa ideia).

Sabendo que restam nove espadas, essas espadas são o que referimos como os nossos “outs”. O nosso adversário está a apostar e nós a igualar as apostas, com esperança de obtermos uma dessas espadas remanescentes. Claro que desconhecemos a mão do nosso adversário, mas através das suas ações conseguimos atribuir-lhe uma mão, isto é, assumir mentalmente que este possui uma determinada mão. Com base nas suas ações, digamos que podemos assumir que é provável que este possua pelo menos um Ás na sua mão. Portanto, o nosso adversário segura pelo menos um par de Ases no total. Necessitamos de obter um dos nossos outs de espadas para o derrotar. Poderíamos acertar num trio de Damas, claro, mas vamos apenas pensar nas probabilidades de completar um aquele flush. Quantas cartas existem na totalidade do baralho? 52. Já conhecemos 5 dessas cartas após o flop. Depois do turn, conheceremos 6 cartas (as nossas duas cartas na mão e as quatro cartas na mesa). Portanto, antes da carta do turn, quais são as nossas probabilidades de obter uma espada? Bem, no turn seriam 9 das 46 cartas desconhecidas. 9/46 equivale a 0.1956. Portanto, as nossas probabilidades são de 9 em 46, ou aproximadamente um pouco menos de 20%. Se nos mantivermos em jogo até ao river, teríamos uma oportunidade adicional de 9 em 45. Pode ser dispendioso igualar as apostas que os nossos adversários colocam para se livrarem de nós e tentarem levar o pote imediatamente. A não ser que tenha “o nuts” (a melhor mão possível), então você não deve providenciar aos seus adversários a oportunidade de o alcançarem. Neste caso, o adversário detestaria que obtivéssemos uma dessas 9 espadas.


Na verdade, existem uma forma bastante simples de calcular um valor razoavelmente aproximado das suas odds para completar o flush, ou qualquer outra combinação. Chama-se “a regra de 2 e 4”.

Regra de 2 e 4: Acabámos de lhe mostrar como contar os seus outs. No caso do nosso draw para flush, possuímos 9 outs. A “regra de 2 e 4” funciona da seguinte forma:

Com o turn e o river ainda por vir, você tem 2 hipóteses de obter um desses 9 outs. Relembre-se que já calculámos que a probabilidade de atingir o flush na primeira tentativa seria de um pouco menos de 20%. Com duas hipóteses, a probabilidade seria de 35%. Com nove outs, no turn multiplicamos os nossos outs por 4. 4 x 9 = 36. Este resultado aproxima-se bastante da verdadeira probabilidade de 35% para completar o flush com o turn e o river ainda por vir. Se restar apenas o river, multiplicamos por 2. 9 x 2 = 18%. Não difere muito da probabilidade numérica. Esta é uma forma veloz de calcular as suas probabilidades e decidir se vale a pena manter-se em jogo. O outro aspeto da decisão que necessitamos de considerar é “quanto dinheiro está naquele pote?”. Porque é que esse elemento é importante? É importante porque se você não tiver a probabilidade a seu favor, não deve igualar as apostas dos seus oponentes.

Pot odds

Agora que sabemos como calcular os outs e estipular as probabilidades de obter as cartas necessárias para completar a sua mão, vamos analisar o pote. Digamos que existem €50 no pote. Você depara-se com a mesma situação de draw para flush que utilizámos anteriormente e apercebe-se que o seu adversário possui um straight. Você necessita de obter o flush para ganhar. O nosso oponente aposta €25. Isso significa que agora existem €75 no pote e somos obrigados a igualar com €25 para o podermos ganhar. €25 para ganhar €75 resulta em odds de 3 para 1. Em percentagem, qual era a nossa probabilidade de atingir o flush? Cerca de 19%, com base no nosso cálculo rudimentar com a regra de 2 e 4 para um único draw, mas se mantivermos a mão até ao river e adicionarmos outra hipótese, a percentagem é de cerca de 36%. Essa percentagem é um pouco superior a odds de 2 para 1 (33.333% representando 2:1, claro). Portanto receberemos 3 para 1 num draw de 2 para 1. Isso é positivo, certo? Claro que sim. Mas como mencionámos anteriormente, a resposta para qualquer questão relacionada com póquer é “depende”. É benéfico caso o adversário tenha investido a totalidade do seu dinheiro, evitando assim outra ronda de apostas que aumentariam os nossos custos até alcançar o river. Antes de atuar, considere sempre os resultados possíveis de situações como esta até chegar o momento de se comprometer.

Existe outra forma de olhar para as odds que tornam as coisas mais interessantes. No momento em que calculamos as pot odds (possível lucro) assumimos que não será injetado mais dinheiro no pote. E se possuíssemos uma mão secreta que o nosso adversário não consegue antecipar? Poderia igualar a aposta num draw com long-odds (onde a probabilidade de obter a mão desejada é pequena) numa situação onde assume que ganhará o pote, assim como TODAS AS FICHAS que o adversário tem em seu poder, caso obtenha o draw desejado. Estas odds são designadas como “implícitas”.

Odd Implícitas (Implied odds)

No nosso exemplo, o pagamento é de 3 para 1 num draw com uma probabilidade de 2 para 1. Isso é bastante vantajoso. Mas, e se o nosso adversário possuir €1500 em fichas na sua stack (montante de fichas ou dinheiro)? E se a situação fosse baseada num draw para straight flush e não apenas num draw para flush, pensando que o nosso adversário tem um trio ou outra mão forte que o faça ir a jogo? Talvez pensemos que ele até já segura um flush de Ás como carta alta. Ganharíamos se o nosso draw fosse favorável e conseguíssemos o straight flush. O pote pode representar odds insuficientes para que pensemos em igualar apostas, assumindo que o adversário possui uma mão mais forte. No entanto, em algumas situações, necessitamos de pensar acerca da possibilidade de que, caso obtenhamos a nossa carta milagrosa, também conseguiríamos “espremer” um call por parte do nosso adversário para uma aposta all-in. Isso torna as odds bastante superiores às que existem apenas no pote. Onde, na situação descrita acima, teríamos que igualar com €25 para ganhar €75, se atingirmos um draw com open ended straight flush (draw para straight flush, faltando a primeira ou a última carta) e julgarmos que conseguimos um call do adversário ao nosso all-in porque ele tem um flush de Ás como carta alta, teríamos que considerar os seus €1500 nos cálculos das odds. Agora receberíamos muito mais do que 3 para 1 em caso de vitória.


um jogo maravilhoso

Headline To Test

Headline To Test

Test To See If Ok

Test To See If Ok

Another Fine Test

Another Fine Test

One More Test

One More Test


Contato


os melhores casinos portugueses

Directline Entertainment, 14 Market Place, Carrickfergus, Northern Ireland, BT38 7AW.

Você também pode contatar-nos por telefone 0203 441 5473, ou pode nos enviar uma mensagem aqui: